Comercial para pequenas empresas, como desenvolver?

O Setor Comercial nas pequenas empresas é um desafio para seus empreendedores e gestores. Como podemos desenvolver e estabelecer uma cultura que se dissemine para os novos integrantes da equipe e, ao mesmo tempo, seja um elo de integração com outras empresas parceiras?

Quando iniciamos uma empresa precisamos nos preocupar com uma série de áreas para que haja chances boas de sobrevivência nos primeiros anos. Segundo dados do IBGE menos de 40% das empresas conseguem continuar suas atividades após 5 anos de fundação, sem contar as dificuldades encontradas pelas empresas em vários setores e na medida que aumenta o tempo.

Mas tudo isso pode ser fruto de quais elementos determinantes? Vamos entender melhor.

Por que as empresas tem dificuldade para crescer?

Dentre as principais causas da mortalidade das empresas e que impedem seu crescimento, podemos destacar: falta de conhecimento de mercado, de experiência em gestão de pequenos negócios, de apoio financeiro, de suporte técnico de especialistas, de produtos ou serviços diferenciados, de entendimento das áreas comercial e financeira, de confusão entre contas pessoas física e jurídica e de um bom planejamento e plano de negócios antes de começar seu desafio.

Vamos falar agora neste artigo da área comercial e de mercado, muitas vezes uma esfinge para inúmeros empreendedores. O dono do negócio deverá entender perfeitamente do seu produto ou serviço e saber vendê-lo. A área comercial começa sempre pelo idealizador, pois assim, vai encontrar o caminho para expandir e atrair pessoas para seu negócio.

O diretor da empresa vai falar que não sabe vender e por isso não consegue crescer. Mas e se eu perguntar a você como faz para influenciar os outros para uma decisão particular ou que tenha a mesma opinião que a sua? Orientar os filhos no dia a dia a fazer o correto? Negociar um preço menor na compra de um produto ou serviço para sua casa? Estimular outras pessoas a comprarem em estabelecimentos que obteve boa experiência ou divulgar algo que seja relevante?  Conquistar seu par num encontro?

A resposta é uma só: realizando um ato de venda ou convencimento

E vender é um ato de paixão e atração, ninguém compra algo de alguém que está ali de forma estática, sem brilho, sem força interior e sem vontade. Você compraria o produto de sua empresa sem nenhuma dúvida? Está certo disso? Então vamos aos caminhos para um bom comercial nos pequenos negócios!

Como criar o comercial para pequenos negócios?

Se você criou a cultura para disseminar seu produto ou serviço no mercado, está amparado por um bom planejamento, então vamos ao que interessa que é poder criar um comercial assertivo!

O primeiro passo é reunir pessoas e empresas com o mesmo propósito da sua. Sozinho não se vai longe e não alcança com mais rapidez o que deseja para sua empresa.

Devemos criar uma rede de negócios e assim estaremos, também, trabalhando canais de comercialização diferenciados. O mapa comercial da sua empresa deverá reunir uma série de células por área de atuação.

O Marketing digital e outras formas de divulgação são importantes, mas não devem estar sendo sua única fonte de atração neste mapa para o comercial para pequenas empresas.

Organicamente devemos estabelecer formas de atrair novos clientes e parceiros.

Já que você é um apaixonado pelo que faz, por que não dissemina a todos a sua volta de que forma devemos entender o seu negócio como fundamental para a economia local?

Participações em eventos são fundamentais para criar o networking e entender as novas tendências. Entender se os passos dados estão no caminho da aderência de mercado.

Automatizar tarefas repetitivas e que não exigem inteligência comercial é complementar para melhor gerir o tempo. Inteligência artificial bem utilizada em determinados processos internos são bem-vindos.

Buscar pessoas que estejam aptas a entender o seu negócio, mesmo não tendo experiência anterior, pode ser a chave para perpetuar o processo de venda que deseja. Lembrando que nem sempre uma formação específica vai trazer algo que é muito importante nos dias de hoje: comportamento e comprometimento. Assim reuniremos equipes de alto desempenho no futuro.

O seu produto ou serviço poderá ser complementar num portfólio de outra empresa, gerando ao cliente final ainda mais confiança e aumento da fidelidade. Buscando o mesmo cliente alvo.

Contatos devem ser feitos de forma criativa e respeitando o espaço e desejo dos outros. Quem gosta de ser invadido pelas mesmas formas de comunicação? É mais uma empresa querendo me empurrar algo que não quero.

A experiência do cliente

A experiência do cliente está em ser atendido por aquilo que deseja e quem o faz se utiliza de técnicas e emoção. Sim, o empreendedor que tenta vender o seu peixe precisa se aperfeiçoar, afinal, as objeções sempre estarão nas negociações e cada vez mais apuradas e desafiadoras.

Mas se você está no lugar certo e tem o que muitos desejam o que pode dar errado?

Não saber entregar o que vendeu! Do que adiantou todo o esforço para convencer se depois a experiência foi ruim? Devemos cuidar o tempo todo para que os clientes se sintam prestigiados e bem atendidos. Estabelecer um canal de comunicação que permita entender, se adaptar e criar novas formas de se perpetuar.

Quando falamos da mortalidade das empresas lá no início do artigo foi para destacar justamente que a maioria tenta sempre fazer da mesma forma e acaba não tendo sucesso.

O que faz sermos diferentes é agir, planejar, conhecer, ser humildes e executar novamente com maestria.

O comercial para pequenas empresas não é diferente das grandes corporações, pois ao fim tudo se resulta em conquista e se amar o que faz. Este sentimento deverá ser comunicado o tempo todo aos seus clientes para fazer a diferença e crescer.

Comentários (2)

Deixe um Comentário